quarta-feira, 21 de julho de 2010

Se o Hino nacional tivesse patrocinador ele seria assim

Num Posto da Ipiranga, às margens plácidas,

De um Volvo heróico Brahma retumbante

Skol da liberdade em Rider fulgido

Brilhou no Shell da Pátria nesse instante

Se o Knorr, dessa igualdade

Conseguimos conquistar com braço Ford

Em teu Seiko, ó liberdade

Desafio nosso peito à Microsoft

O Parmalat, Mastercard, Sharp, Sharp

Amil um sonho intenso, um rádio Philips

De amor e de Lufthansa terra desce

Intel formoso céu risonho Olympikus

A imagem do Bradesco resplandesce

És belo Escort impávido colosso

E o teu futuro espelha essa Grendene

Cerpa gelada!

Entre outras mil é Suvinil, Compaq amada.

Do Philco deste Sollo és mae Doril

Coca Cola, Bombril!